Vacinação contra a Polio ou Paralisia Infantil

Pólio volta a ser risco: pediatra do Monte Sinai alerta para importância da vacinação

Ouça a entrevista: https://tribunademinas.com.br/podcast/saude/04-07-2018/pergunte-ao-doutor-saude-alerta-para-risco-de-retorno-da-poliomielite-em-312-cidades.html

Uma situação preocupante: o Ministério da Saúde admite haver alto risco de retorno da poliomielite – ou paralisia infantil - em pelo menos 312 cidades brasileiras. E estão na lista de maior risco para pólio, municípios que não conseguiram atingir nem 50% da cobertura vacinal. Não é o caso de Juiz de Fora, que tem índice de 98%, até acima dos 95% recomendados pelo MS. Mas a situação é grave, pois, como lembra a médica Rosa Maria Nunes e Silva, responsável pelo setor de Pediatria da Emergência do Monte Sinai, a pólio pode afetar também adultos. “E a cobertura vacinal é a única forma de prevenção da doença”.

Porém, a imunização só é eficaz quando realizada na infância, não há vacinas para adultos. São três doses, mais duas de reforço, que devem ser feitas aos 2 meses, 4 e 6 meses, no bebê, com reforço na criança quando completa 1 ano e, por fim, aos 4 anos de idade. “Só neste sistema ela funciona, mas quando ela é aplicada em campanhas, cria o que se chama de ‘nuvem’ de proteção. Assim, quando vacina o seu filho, você está dando cobertura vacinal para outras pessoas também”, completa ela.

Erradicação e retorno

As campanhas de vacinação são realizadas, no Brasil, desde a década de 1980 e da pólio faz parte do calendário vacinal, aplicada de forma gratuita pelo SUS e em campanhas periódicas. O último caso registrado da doença no Brasil foi em 1990. Quatro anos depois, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a doença erradicada das Américas. Mas principalmente por conta da globalização, lembra Dra. Rosa, há risco da volta da contaminação pela facilidade de deslocamento entre países. Sendo que, a preocupação ganhou corpo porque voltou a ser discutida a entrada do poliovírus derivado. Na Venezuela, autoridades sanitárias cogitaram a possibilidade de que uma menina teria sido contaminada por essa mutação do vírus.

Como funciona a “nuvem” de proteção

Quando a vacina em gotas é dada para a criança, o vírus atenuado contido no imunizante pode ficar presente no ambiente por quatro a seis semanas, criando o que se chama de efeito rebanho. De quebra, a população que tem contato com o vírus atenuado também fica protegida contra a doença. O problema é que nesse período, em raríssimas ocasiões, o poliovírus pode ter contato com outros vírus, como o rotavírus, sofrer uma mutação e, com isso, criar uma nova onda de infecções. Essa hipótese foi descartada no caso da criança venezuelana, mas a preocupação persiste.

Causas

A poliomielite é uma doença causada pela infecção do poliovírus, que se espalha por contato direto pessoa a pessoa e também por contato com muco, catarro ou fezes infectadas. O vírus entra por meio da boca e do nariz e se multiplica na garganta e no trato intestinal. Dali, alcança a corrente sanguínea e pode atingir o cérebro. Quando a infecção ataca o sistema nervoso, destrói os neurônios motores e provoca paralisia nos membros inferiores. A pólio pode, inclusive, levar o indivíduo à morte se forem infectadas as células nervosas que controlam os músculos respiratórios e de deglutição.

Prevenção

Mantenha o cartão de vacinas atualizado e participe das campanhas de vacinação promovidas pelo SUS.

 

Como Chegar Marker

Urgência, emergência,
atendimento ambulatorial e visitas a unidades fechadas (utis)

Rua Vicente Beghelli, 315

pacientes internados, visitantes e acompanhantes

Avenida Presidente Itamar Franco
(antiga Av. Independência), 4000

fornecedores e entregas

Rua Antônio Marinho Saraiva, s/n

Heliponto

Latitude: 21º 46' 862" Sul
Longitude: 043º 21' 887" Oeste

Copyright © 2004 Hospital Monte Sinai. Todos os direitos reservados. Endereço: Av. Presidente Itamar Franco 4000, Cascatinha - Juiz de Fora/ MG CEP: 36033-318 / Telefone: (32) 2104-4455 / (32) 2104-4000

Quality Safaty - Hospital Monte Sinai
Desenvolvido por: Logohandcom2